Fado

Fado ou Canção de Coimbra

Uns dizem que teve origem nas melodias importadas por estudantes brasileiros que, a partir de 1860, vieram estudar para Coimbra; outros, que a canção teria sido trazida para aqui por estudantes provenientes de Lisboa e que a cidade estudantil a diferenciou e individualizou; outros ainda ligam a sua origem às Cantigas de Amor e à Trova Provençal da Idade Média trazida para Portugal com a corte de cavaleiros e trovadores que acompanhava o casamento dos príncipes.


guitarra-portuguesa-tradicional-5838385Seja, porém, qual for a sua origem, mesmo aqueles que não falam a língua portuguesa não resistem a ser arrastados pelo sentimento profundo da sua melodia.

A sua expressão está associada à voz masculina e foram seus expoentes maiores na segunda metade do séc. XX, Adriano Correia de Oliveira, António Bernardino, Fernando Machado Soares, José Afonso, Luís Góis, entre muitos, que deram à música portuguesa uma nova dimensão de universalidade e de fraternidade. Acompanhado pelos acordes melancólicos da guitarra portuguesa, não podemos deixar de mencionar dois intérpretes de exceção: Artur Paredes e seu filho Carlos Paredes.

83_fadoO Fado ao centro de Coimbra é interpretado por diversos grupos que dão a conhecer em todos os continentes o temperamento sonhador e nostálgico da alma portuguesa, que o Fado transmite pela melodia e pela poesia das palavras.


Vizinhança

O Rio Mondego constitui o maior rio português. Nasce na Serra da Estrela com o pico máximo de 1993 metros, continuando durante 234 quilómetros por Manteigas, até desaguar no Oceano Atlântico, na Figueira da Foz, passando por cidades como Coimbra e Montemor-o-Velho.

Mondego